Logotipo ou logomarca? Eis a questão…

Às vezes a gente se depara com coisas tão estúpidas que precisamos nos defender para nós mesmos. É uma coisa que incomoda e a gente se sente com necessidade de justificar nossas próprias escolhas. Estou falando de uma coisa incrivelmente boba e relativamente insignificante: logotipo ou logomarca?

Quando usamos aqui no blog uma dessas duas palavras, sabemos que o interlocutor vai nos entender, porque o sentido de uso que damos a elas é exatamente o mesmo. É aquele símbolo que representa uma empresa.

Pois bem. Mas às vezes (voltamos ao início do texto), nos deparamos com alguns comentários que parecem não ter a mínima compreensão do que estamos falando. E esses comentários costumam ser bem desagradáveis. Para sorte e azar de todos, nunca censuramos nenhum comentário feito neste blog.

Agora eu pergunto: qual é a verdadeira relevância de se estabelecer uma “regra” para o uso dos termos LOGOTIPO e LOGOMARCA? Vejam só…

Gramaticalmente falando, o dicionário HOUAISS as considera palavras sinônimas. Podem procurar, o primeiro significado para logomarca é logotipo. Aliás, para algumas pessoas, a simples presença da palavra logomarca no dicionário deve ser uma heresia. Mas tudo bem, usar argumentos simplistas como o do dicionário da língua portuguesa é covardia, vamos seguir.

A maioria dos livros que citam a questão refere-se ao logotipo como aquele constituído apenas de tipologia, ou seja, só escrita, como seria o da Coca-Cola. Já para as marcas que misturam tipologia e figura, utiliza-se o termo logomarca. Está nos livros e nos cursos de Comunicação.

O “problema” está na etimologia dos dois termos. Logos vem do grego e quer dizer significado; typos, também do grego, é figura; e marka vem do anglo-saxão e também corresponde a significado. Daí você pensa: Hum, então logotipo é “o significado da figura” e logomarca é “o significado do significado”, uma redundância.

Redundância ou pleonasmo? Seja como for, logomarca é um termo muito usado no Brasil por publicitários, profissionais de Comunicação em geral, e também pela população. Vale dizer que uma redundância não constitui um erro semântico, afinal, estamos apenas justapondo duas raízes com o mesmo significado.

Vale dizer também que a linguagem é o uso. Desenhando: o uso corrente das palavras é que confere significado a elas (ver estudos em Pragmática). No universo de modismo que se encontram os jargões publicitários e das artes visuais, cheio de neologismos e palavras estrangeiras, não seria hipocrisia condenar o uso de uma palavra que consta nos dicionários de língua portuguesa? Não seria preconceito? Se a linguagem é o uso, e o uso já legitimou o termo, por que manter uma postura elitista e preconceituosa?

As próprias Publicidade e Propaganda são palavras cujos significados são diferentes em sua origem, mas o uso as tornou gramaticalmente sinônimas no Brasil. Também está no dicionário.

Posts relacionados:
A cara da Copa

About these ads

Sobre Luiza Rey

Publicitária, rio-pretense, não come coisas verdes, tem medo de ETs e insetos. Artista frustrada (como todo publicitário), seu sonho era ser cantora. Seu segundo sonho era ser escritora, por isso escreve para este blog e tuíta no @luizarey.

Publicado em 01/06/2010, em Polêmica, Publicidade e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 25 Comentários.

  1. Sabe Lú, eu fico feliz de ter conhecido sua fase calma hahahahaha. No entanto, acho glamuroso seu desdém intelectual hahahaha.
    Sério, mto bem colocado. Curto mais logomarca, anyway.

  2. uou, adorei!!!

    Arrasou Lu! Mostrou que sabe do que está falando…

  3. orgulho, lu!

    eu, como um bom adepto ao neologismo, preciso dizer o que acho disso tudo? haha.

  4. boa Lu! haha…

    o que é melhor ainda nessa questão é que nem chamamos tanto de logotipo ou logomarca, mas simplesmente de “logo”… sendo que logo é a parte gráfica, composta normalmente por um símbolo e um tipo.
    Logotipo vêm daí, quando ainda usavam tipos na imprensa, e havia um tipo específico e único, o logotipo, que era diferenciado dos outros.
    Daí vem o conceito de Marca, que envolve não somente o design, mas a essência de uma empresa. Mas isso fica pra outro post.

  5. Como bom engenheiro que se presa, só digo uma coisa: passa a régua e fecha a conta!

    Muito bom o post!

  6. Excelente e muito válido o post.

  7. Muito obrigada pelo apoio, pessoal! hauhauaha

  8. Paty dos Anjos

    “A maioria dos livros que citam a questão refere-se ao logotipo como aquele constituído apenas de tipologia, ou seja, só escrita, como seria o da Coca-Cola. Já para as marcas que misturam tipologia e figura, utiliza-se o termo logomarca.”

    Simples assim, adorei!!

  9. Adorei o post,

    mas sempre encarei da seguinte forma,

    Logotipo: imagem, ou simbolo que identifica uma empresa exemplo ( a bolinha da pepsi, o E da acer, ou a janelinha do windows)

    Logomarca: a forma escrita da marca por extenso exemplo ( Acer, microsoft)

    entendeu… apenas quando temos simbolos ou abreviaturas é que chamo de logotipo.

    =)

    será que podemos entender desta forma.

    • Oi Adriano, obrigada, que bom que vc gostou! :D

      Viu, vc disse que entende a logomarca como a forma escrita (tipologia) e o logotipo como a imagem? É pq eu nunca vi essa associação, achei q vc tivesse confundido. Mas enfim, não acho importante essa burocracia de nomenclatura! hauhaauhauauhauha!

      obrigada pelo seu comentário!

  10. Olá, eu gostaria de dar a minha opinião: Bem, o post está muito bem desenvolvido, escrito de uma forma prática, porém elaborada! Palavras bem colocadas, porém o erro continua! A questão é que não existe discussão alguma entre logotipo e logomarca! O termo LOGOMARCA não existe, é coisa de publicitário (nada contra a profissão, que fique claro) que se meteu a fazer o trabalho dos designers. Os termos corretos são, logo (ou logotipo, tanto faz) e marca! Só isso, logomarca é invenção de pessoas mal esclarecidas! Já ta na hora de acabar com essa discussão sem sentido né galera!

    • Oi, Rogério, obrigada pelo seu comentário!

      Então, também acho que essa discussão é muito boba e não devemos perder tempo com ela!
      Até porque, como você mesmo disse no início do seu comentário, essa é a sua opinião, certo? Então não precisamos ficar brigando por opiniões, porque cada um tem a sua e pronto! E, como eu já disse no post, segundo a opinião de vários especialistas em Comunicação e também de Antônio Houaiss e Aurélio Buarque de Holanda, logomarca existe sim. Essa é a minha opinião amparada por essas autoridades :)

    • Gente, a língua portuguesa muda constantemente e se a palavra tá no dia a dia ela acaba existindo… qse um usucapião do povo hahahahaha
      Mas é bem inútil brigar por isso, disse bem, Rogério :)

  11. Foi o Post mais completo e didádico que já li. E as controvérsias que perduram só acrescentam, pois nos faz
    pensar mais sobre questões que dizem respeito às nossas profissões.
    Parabéns!

  12. Só existe no Brasil esta confusão de significados.

  1. Pingback: Licença poética para publicitários « Biscoitos Sortidos

  2. Pingback: Qual a diferença entre diretor de arte e designer? | Blogcitário - o seu blog de publicidade, marketing, viral e guerrilha

  3. Pingback: O “livro do MEC” e outras questões linguísticas « Biscoitos Sortidos

  4. Pingback: Marcas concorrentes, logos trocadas « Biscoitos Sortidos

  5. Pingback: Sobre a marca Coca-Cola no mundo: alfabetos e logos « Biscoitos Sortidos

  6. Pingback: Como apresentar uma nova marca? « Biscoitos Sortidos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: