Oscar 2012: O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball)

Indicações (#6):

Melhor Filme
Melhor Ator (Brad Pitt)
Melhor Ator Coadjuvante (Jonah Hill)
Melhor Roteiro Adaptado
Melhor Edição
Melhor Mixagem de Som

Billy Beane é um ex-jogador de baseball e também diretor geral do Oakland A’s, um time que vive no ostracismo. O desafio de Billy é, então, levantar a equipe sem os milhões de dólares com que os grandes de baseball podem contar. Algo como levar o Rio Preto E.C. para a Libertadores (?).

O pouco que eu conheço de baseball devo a meus professores de Educação Física que implantaram um jogo muito parecido com o esporte americano, uma adaptação de baseball + futebol + bola queimada. Então, a impressão que tenho do esporte é que ele é mais uma brincadeira do que um esporte, um passatempo para aulas de Educação Física. Mas eu sei que estou enganada. E por isso, vou tentar analisar O HOMEM QUE MUDOU O JOGO  ignorando o fato de que este “é só um filme de baseball“.

Só que O HOMEM QUE MUDOU O JOGO é um filme sobre baseball, sem dúvida. Mas a forma como a história é construída faz do longa um filme dramático com a cara dos americanos. É como fazer de uma historinha boba sobre uma rede social um drama sem precedentes. Oh wait…!

Billy Beane (Brad Pitt) desistiu de uma bolsa integral em uma das melhores universidades do país para ser jogador profissional de baseball. Mas descobriu que ele não era tão bom como todos pensavam. Assim, Billy vai parar na diretoria do Oakland A’s, um time esquecido pela Liga Americana de Baseball (ou seja-lá-qual-for-o-nome). Sem dinheiro para contratar as grandes estrelas do esporte, o Oakland A’s se vê perdendo jogos e jogadores.

É aí que entra Peter Brand (Jonah Hill) – e, para mim, ele é o verdadeiro homem que mudou o jogo. Peter é um jovem economista que aplica teorias matemáticas e estatísticas ao baseball. “O objetivo deveria ser comprar vitórias, e não jogadores”, ele diz. Para ele, os jogadores devem ser avaliados por seus resultados estatísticos. Se ele chega à base, ele é bom. Com isso, e poucos mil dólares, Billy e Peter conseguem formar um novo time que bate o recorde da história do baseball de 20 vitórias consecutivas.

Com um roteiro bem estruturado e trilha cativante, o diretor Bennett Miller consegue fazer um bom filme, que pode chegar a ser emocionante para alguns públicos. Além de poetizar a imagem do baseball, o longa nos prende ao incrementar o drama da história com leves problemas pessoais do protagonista (como na cena em que sua filha pergunta ao pai se ele vai perder o emprego – #DramaOn).

O grande problema de se assistir a filmes que são indicados ao Oscar de Melhor Filme, é a expectativa. Esperamos sempre os melhores filmes do mundo, mas precisamos lembrar que o Oscar é uma premiação de americanos para americanos (com algumas exceções), e por isso O HOMEM QUE MUDOU O JOGO está na lista de indicados.

Indicações:

Acho que todas as indicações são justas, pois o filme não chegar a ser realmente ruim em nenhum aspecto. Mas não brilha. Na minha opinião, já pode se considerar um vencedor por ter recebido 6 indicações. Não é favorito em nenhuma categoria, por isso as apostas são baixas.

About these ads

Sobre Luiza Rey

Publicitária, rio-pretense, não come coisas verdes, tem medo de ETs e insetos. Artista frustrada (como todo publicitário), seu sonho era ser cantora. Seu segundo sonho era ser escritora, por isso escreve para este blog e tuíta no @luizarey.

Publicado em 25/02/2012, em Cinema e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: