Oscar 2012: poucas surpresas e alguns erros

O Oscar tem se tornado mais previsível a cada ano que passa. Nem por isso ele perde o valor e nem por isso deixamos de acompanhar a premiação mais importante do Cinema.

Ontem mesmo, cada “And the Oscar goes to…” podia ser facilmente completado por um favorito. Os prêmios técnicos para Hugo, os outros para O Artista, os dois “hits” do ano. Apesar disso, ainda tivemos o que podemos considerar como surpresinhas.

Vale, antes de qualquer outra crítica, falarmos um pouquinho a respeito de como funciona a (polêmica) votação do Oscar (e qual o perfil dos votantes).

Até esse ano, os votos eram enviados pelo correio (isso aí, papelzinho mesmo) e a PwC os tabulava, mas esse sistema irá mudar a partir de 2013. Os velhinhos da Academia terão que usar a internet ano que vem, minha gente.

O processo de votação é dividido em 15 “áreas”, onde cada um dos 6 mil membros dá seu voto no segmento que lhe diz respeito, por exemplo, atrizes votam na melhor atriz, editores votam na montagem, diretores votam no diretor e por aí vai.  É o bom e velho “não sabe, deixa”. Para que não tivéssemos um roteirista escolhendo a melhor mixagem de som o sistema é esse aí, cada um na sua.

Por fim, um grupo específico vota no Melhor Filme.

Outro fator importante é o perfil desse público que compõe a Academia: 94% são brancos, 77% homens e 54% têm mais de 60 anos. Ou seja, se você escolher aleatoriamente um votante da academia pra bater um papo, as chances de que ele seja assim são grandes.

And the Oscar goes to... "Gone with the wind".

Um velhinho sessentão. Esse talvez seja o traço mais claro nas escolhas do Oscar. Afinal, pense aí no seu avô… é fácil imaginar que alguém assim seja conservador, tradicional e avesso a surpresas. Assim fica um pouco mais fácil entender algumas escolhas, algumas injustiças e alguns preconceitos oscarianos.

Falando nisso, vamos ao IA – Ignored Awards 2012, título que eu carinhosamente dei aos ignorados pelo Oscar. Já que o Brasil leva sempre tanto azar na premiação, comecemos por isso.

Os concorrentes a Melhor Animação eram:

  • “A Cat in Paris”
  • “Chico & Rita”
  • “Kung Fu Panda 2″
  • “Gato de Botas”
  • Rango

Nada de extraordinário, o que é compreensível devido à ausência de um grande filme da Disney/Pixar esse ano. (Aliás, se você se perguntou ontem o que Steve Jobs fazia na homenagem aos que se foram, é porque ele criou a Pixar. Eu mesma tinha esquecido disso.)

Alguma explicação ao menos razoável para racionalizar a ausência de Rio? E o que dizer então de Tintin? Pra mim, a única coisa que pode fazer sentido é subir alguns parágrafos nesse mesmo texto e reler o perfil dos votantes. Rio é, de longe, melhor do que pelo menos 3 desses concorrentes. Apesar disso, nem chegou à final na disputa.

Tintin consegue estar em uma situação tão ruim quanto. Muito esperado, o filme que surgia antes da premiação como um dos grandes concorrentes do ano sequer foi lembrado (embora tenha figurado ali em Trilha Original).

Ainda em Rio, temos mais uma grande injustiça: Real in Rio perdendo para a chatíssima Man or Muppet. Sem contar que só tinha DUAS músicas concorrendo a melhor canção original e nenhum dos dois se apresentou (pra não deixar óbvio o absurdo da escolha vencedora haha).

Enfim, de qualquer maneira, Rio perdeu para Muppets. Ouça as duas e tire suas próprias conclusões.

Passemos ao próximo equívoco. Dessa vez dentro dos indicados. Hugo é um filme lindo e você pode ver, pelo meu post sobre ele, o quanto o longa me tocou. Porém, sair da cerimônia com o Oscar de Efeitos Visuais foi demais.

Até porque Hugo quase não tem efeitos especiais, a não ser que o 3D seja considerado nessa mesma leva. Aí eu até entendo, mas não é justo. Planeta dos Macacos era o favorito e seria muito justo. Nem abro minha boca para falar de Harry Potter, porque né, aquela proteção a Hogwarts e as estátuas descendo são bem fraquinhas mesmo.

Quando pensamos nas atuações, acredito que os principais personagens do ano foram lembrados, mas foi no mínimo um “desprezinho” terem deixado Ryan Gosling de fora. Em suas várias boas atuações do ano. Nada do nível Gwyneth Paltrow (Shakespeare Apaixonado), vencendo Meryl Streep (Um Amor Verdadeiro), Cate Blanchett (Elizabeth) e Fernanda Montenegro (Central do Brasil) em 1999.

Ainda em clima de reclamação, Billy Crystal não foi aquela delícia cômica. Humor à moda americana demais. Inclusive, ontem à noite mesmo rolava um boato de que ele reclamava porque a plateia não ria das suas piadas. Não julgo, gente, tava meio fraco mesmo. Mas é uma sina esses apresentadores do Oscar… só deveriam se focar no que foi bom! Tipo Hugh Jackman. E em apresentadores sempre excelentes, como minha dupla querida: Robert Downey Jr. e Sandra Bullock.

Bom, depois de tanto enumerar os erros do Oscar, vale a pena um rápido foco nas boas “surpresas” dessa edição. Pra mim, a maior delas foi Midnight in Paris vencendo Roteiro Original. Era o melhor roteiro original, mas não era o favorito, afinal, é mais comum que os mais fortes na corrida por melhor filme vençam roteiro original/adaptado, e esse ano tanto Hugo como O Artista perderam (para Os Descendentes e Meia-noite em Paris, respectivamente). E perderam de maneira justa, o que tornou tudo mais interessante.

Com certeza dá pra aumentar muito essa lista de polêmicas (aliás, se você der uma passadinha no Google você vai ver listas intermináveis das maiores injustiças do Oscar. Em especial Kubrick, Hitchcock e companhia…), mas no Oscar de 2012 foram essas indicações, vitórias e derrotas que me chamaram a atenção (pelo menos que eu lembre).

http://www.doutorcaligari.com/2011/10/notaveis-diretores-injusticados-pelo.html

Pelo menos até agora.

A essa altura, você pode estar pensando em porque eu mal toquei no nome de Harry Potter neste post (HP que perdeu as 3 categorias nas quais concorria e que poderia – e até merecia – ter ganhado as 3).

Mas não entrei no assunto porque, por mais absurdo que seja, a Academia simplesmente tem um preconceito ridículo com a maior saga (em questão de números mesmo!) da história do cinema. Tanto é que na montagem inicial, junto a Titanic, Poderoso Chefão, Touro Indomável e outros clássicos do cinema (permeados por algumas opções mais discutíveis), tivemos Crepúsculo. E em meio a tudo isso, não havia sequer uma cena de Harry Potter. É isso que eu chamo de ignorar. Aliás, soou quase como provocação.

Mas sem chororô, minha gente. É claro que a consagração através do Oscar seria fechar a saga com chave de ouro, mas não é isso que irá mudar a grandeza dos filmes. Até porque, Harry Potter é, antes de cinema, literatura. E se a Academia não reconheceu sua qualidade, eu e a Lú estamos fazendo um Oscar de Harry Potter. Os 8 filmes concorrendo em todas as categorias. Breve aqui, no Biscoitos Sortidos.

Links relacionados:

How does the Oscar nomination and voting process work
10 maiores injustiças do Oscar (VEJA)

Sobre Lê Scalia

Mineira, corinthiana e publicitária. Apaixonada por cinema, também adora viajar: pelo mundo, por um livro ou pela vida. Às vezes irônica, sempre intolerante: a ignorância, falta de respeito e lactose. Pra mais @LeScalia.

Publicado em 27/02/2012, em Cinema e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 15 Comentários.

  1. Mano, MORRI com a foto do velhinho kkkkkkkkkkkkkk

    muito bom Lê, não só esse post, mas todos os anteriores sobre o Oscar, li todos e adorei.
    Ano passado, o Oscar quis se renovar e deu errado (Anne e James nem apareceram esse ano LOL). Só que também não precisava regredir a ponto de fazer a festa UBER coxinha de ontem.

    • Procurei uma foto adequada com carinho, She hahaha, que bom que meu esforço foi apreciado :P!
      E que bom que alguém de fato leu os posts dos filmes, eu tenho a impressão às vezes de que só quem escreve lê hahaha. No caso, eu li os da Lú e ela os meus. A Má também foi sucesso aqui.

      Enfim… A Anne ano passado nem foi tão ruim né? É que na tentativa de contrabalancear o James Franco chapado, ela acabou meio perdida também. Eu não entendo por que não escolhem pessoas normaaaaaais! Mas de fato, nem me toquei que eles não apareceram nem no red carpet haha. Mais dois pro Ignored Awards.

      Bjos She :)

      • Sim, simplesmente ignoraram a existência dos dois. Eu tava pensando quem eu gostaria que apresentasse o Oscar, só consegui pensar em Ricky Gervais e Chris Rock. O Rock seria repetitivo e o Ricky não serve pra uma cerimônia tão engessada. Será que o Steve Carrell topava? Enfim, ainda tenho esperanças de um Hugh Jackman reloaded, aquele homem nunca enjoa.

  2. COMO enjoar de Hugh Jackman? Jamais hahahaha.
    Steve Carell seria uma boa! Gervais acho que Oscar não combina.
    Mas veja……………….. Robert Downey Jr seria SENSACIONAL.

  3. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! Também ri demaaaaaaais com o velinho! hahahahaha

  4. Só discordo de “e esse ano tanto Hugo como O Artista perderam (para Os Descendentes e Meia-noite em Paris, respectivamente). E perderam de maneira justa, o que tornou tudo mais interessante.” – não gostei de Os Descendentes e acho que é culpa do roteiro =/ (mas essa é uma opinião bem pessoal, achei o filme mto parado..)

  5. Real in Rio ter perdido para Man or Muppet deixou bem claro o preconceito americano em relação ao nosso país. Ou isso ou eles são uns idiotas por acharem esta musica ridicula e imbecil melhor que a sua concorrente! E o fato de nem Rio nem Tintim terem sido indicados para Melhor Animação? Realmente, Oscar precisa melhorar bastante… Mas Meryl Streep mereceu o prêmio de Melhor Atriz, sem duvida. Só acho que O Artista não merecia Melhor Filme. A Dama de Ferro, Cavalo de Guerra e A Invenção de Hugo Cabret seriam bem mais adequados.

    • Cavalo de Guerra? Hhehehehehe

      Mas então, por que vc não gostou de O Artista, Lívia?
      Eu achei que foi uma das premiações mais justas da Academia ultimamente… :}

    • Oi Livia! Obrigada por comentar..!
      Então, eu particularmente acho que Cavalo de Guerra nem merecia concorrer a melhor filme. Hugo é bem legal, mas achei O Artista mais interessante no formato. E não pude ver ainda, mas ouvi falar muito mal de A Dama de Ferro. Dizem que Meryl Streep fez milagre com o filme, o faz com que mereça ainda mais seu Oscar.. :)

  6. Eu não assisti o filme ou a premiação, todavia as fofocas correram e eu quis expor minha opinião sobre o assunto. Vários atores criticaram o ator francês Jean Dujardin por não ter os tendenciosos “dentes hollywoodianos”, esse ato prova que o Oscar, há tempos, já deu o que tinha que dar.
    Em 1997 (mais ou menos) houve um episódio ao vivo do extinto (porém amado) sitcom SAI DE BAIXO, muitas celebridades foram prestigiar a comédia domingo à noite, a própria Rita Lee comentou que o humorístico estava dando uma “lavada” no Oscar!
    Se 15 anos atrás era assim, imagine hoje! O fato das críticas contra o Dujardin, em minha opinião, significa puramente que: as pessoas que se fiam apenas no SUPÉRFLUO e não dão valor à atuação e todo o trabalho final do filme em si, ou tem inveja do talento dos outros ou simplesmente não tem.
    E ninguém ligou se o ator interpretou bem, com talento e determinação. Isso é cada vez mais comum, usam de um elenco de nome para colocar filmes com enredo ruim e ganham um Oscar PAGANDO pela estatueta. PERDEU TODO O SENTIDO DESSA PREMIAÇÃO (que nem é a mais importante, analisando friamente!).
    Não querendo comparar atores, mas farei uma suposição: em uma premiação, o ator Lima Duarte (um mestre da dramaturgia brasileira para mim) perde um prêmio merecido por ele por não fazer parte do PADRÃO PRÉ ESTABELECIDO… Me poupem! Tenho me recusado a ver o Oscar há anos, muita futilidade e interesses nem um pouco envolvidos com o cinema.

  7. Nada contra quem assiste o Oscar e outras premiações, nem com quem não divide a mesma opinião… Apenas tive vontade de expor o que penso, podem postar comentários caso desejem!

    • Victoria, obrigada por comentar, respeitamos sua opinião, é claro!
      Mas ainda assim, o que você falou não se sustenta. Pode até ser que tenha havido críticas ao Dujardin (e eu nem vi essa história do dente, mas acredito), mas no fim das contas ele foi sim prestigiado por seu trabalho e seu talento foi reconhecido.
      Pelo menos neste caso, não houve pagamento, padrão hollywood ou qualquer outra coisa que tenha ficado no meio do caminho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: