O que você vai ser quando crescer?

Essa talvez seja a pergunta que a gente mais ouve quando é criança. É tia, tio, avó, mãe, pai, cachorro, irmão e, se cachorro falasse, ele perguntaria também, com toda certeza. O negócio é que chega um determinado momento da vida que essa pergunta começa vir de outra pessoa: da gente.

Eu mesma tenho me perguntado isso faz bem alguns anos. Bem antes de ter que preencher minha inscrição no vestibular. Só que naquela época, eu costumava ter muita certeza das coisas. Eu queria ser publicitária. E ponto.

Só que ninguém tinha me dito que “ser publicitária” era uma espécie de verbo transitivo, que precisava de um complemento. Mas, tudo bem.

Eu sabia queria ser redatora. Mas redatora de quê?

Como eu não sabia essa fucking resposta, comecei a colocar em dúvida uma série de escolhas que eu já tinha feito, e considerava caso encerrado. Questionei a escolha do meu curso. E cheguei a ter certeza de que não era para eu ser redatora. Chegava no trabalho todo dia pensando que raios eu estava fazendo ali.

o-mundo-da-publicidade

Quem nunca?

Bem que eu queria umas férias no Caribe com sol e vodka fresca, para repensar a vida, mas ficar sem salário foda. Então eu fui levando. E buscando a minha resposta. O mais difícil, que era a pergunta, eu já tinha.

Só que hoje, aconteceu alguma coisa. Alguma coisa sinistra, que me fez despertar da cama com uma certeza céu de brigadeiro. Ou melhor, várias.

Eu quero muito ser uma boa filha. Uma boa amiga.  E mais ainda ser uma boa namorada, até porque eu não estou nem um pouco a fim de medir esforços para que essa verdadeira aventura que eu conheci em um final de semana qualquer dê certo.

Quero fazer apadrinhamento efetivo de uma criança carente e muito trabalho social. Eu quero voltar para o boxe. Quero fazer curso de corte e costura, e quem sabe fazer as minhas próprias roupas. Terminar o livro que eu comecei e procurar alguém que queira publicá-lo.

E ser dona de uma agência especializada em produção de conteúdos para marcar.

É tudo isso que eu quero ser quando crescer, com o pequeno detalhe de que eu já sou grande.

O mais difícil já passou. Já tenho as respostas.

Agora é só fazer.

E “só” mesmo.

About these ads

Publicado em 11/07/2012, em Pessoal e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 Comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: