Arquivo da categoria: Social Media

Problemas de primeiro mundo: de campos de golfe a igrejas sem wi-fi.

Numa época tão globalizada, em que o mundo inteiro tem conhecimento das tragédias naturais e humanas e assolam centenas de países pelo mundo, tem gente que não está nem aí. Nem aí MESMO, do tipo que não sabe que existem outros países além do seu (isso acontece geralmente com norte-americanos, né?).

Mas ok, podemos tirar daí uma piada. O tumblr White Whine faz exatamento isto: reúne pérolas publicadas nas redes sociais de pessoas fazendo reclamações um tanto quanto irrelevantes, falando de problemas que a grande maioria da população mundial gostaria de ter. São os “problemas de primeiro mundo“. Traduções livres:

1 – “Sabe a pior coisa que comprar um clube de golfe? Ter que esperar até a próxima vez que você for lá pra jogar golfe para usá-lo! Affe!”

Leia o resto deste post

Breve história de como os gatos dominaram a Internet (com gifs animados)

É fato: gatos passam os dias conspirando contra a humanidade em tentativas frustradas de dominar o mundo. Foi com esse objetivo que os felinos da Antiguidade espalharam a crença de que a espécime conhecida como gato preto seria um perigoso e fatal sinal de azar. O então imperador Catus Felixis ratificou a crença popular forjando uma parceria com grupos de bruxas que se espalhavam pela Europa. Os gatos pretos passaram então a fazer parte de temíveis rituais de magia negra praticados por todo o continente. Com sua imagem associada à bruxaria, os gatos logo conquistaram um lugar de destaque nas mentes supersticiosas do povo, sendo incorporados também em festividades como o Dia das Bruxas e Sexta-Feira 13.

Mas os tempos mudaram. O Iluminismo esclareceu a mente das pessoas e, com a chegada da modernidade, os gatos perderam grande parte de seu crédito, angariando cada vez menos crentes e sendo vistos como meros animais de estimação. Foi então que, com a Revolução Felina de 1977, a longa linhagem da Espécie Real perdeu o controle sobre a gestão da imagem de marca dos gatos. O grupo de revolucionários criou então um departamento especialmente preparado para reposicionar a imagem da espécie: um grupo formado por profissionais de marketing. Com isso, uma nova era felina teve início.

Os marcateiros, como ficaram conhecidos, aproveitaram o advento da Internet e das Mídias Sociais para construir uma nova imagem de sua própria espécie. Imagens incrivelmente fofas e meigas de gatinhos aparentemente inofensivos se espalharam pela web de maneira viral e sem precedentes. Hoje, a hegemonia felina está consolidada na rede, ainda que muitas pessoas insistam em acreditar na inocência dos gatos.

Por isso escrevo nesta sexta-feira 13 de abril. Para conscientizar a todos sobre a tentativa de dominação mundial, conspirada entre felinos de todo o mundo. Ao compartilhar imagens supostamente inofensivas de gatos, como as exemplificadas abaixo, lembre-se de que elas podem não ser tão inofensivas assim.

Leia o resto deste post

Google lança vídeo do novo Google+

Depois de experiências cagadas com o Buzz e o Wave , não colocava mais fé em uma rede social do Google. Eis que a empresa lança um vídeo sobre o novo Google+. Uma chupadinha do Twitter aqui, outra do Facebook ali, uma pitada de inovação e tcharam.

Agora coloquei mais fé, você não?

Primeiro bom exemplo de como as marcas podem explorar o Pinterest

Você já deve conhecer o Pinterest, a nova mania das redes sociais. Pra falar a verdade, confesso que ainda não saquei qual é a do Pinterest, mas guardo lá algumas dicas de pautas para o Biscoitos Sortidos e algumas fotos de penteados (estou fazendo uma pesquisa para minha formatura). É mesmo como se fosse um mural, um quadro. Como se você alfinetasse aquela foto/conta/bilhete/whatever pra você não esquecer. Ou como se você prendesse com um ímã uma foto no seu mural da Imaginarium.

mural quadro imantado ímã imaginarium

Pinterest analógico...

Acontece que o Pinterest sofreu uma invasão de noivas. Elas viram uma grande utilidade na rede social para “guardar” referências de flores, igrejas, vestidos… como se recortassem fotos de uma revista de noivas. Mas ou menos como eu faço com as fotos dos penteados.

Tudo bem até aí, mas nenhuma utilidade para as marcas ainda, certo? Como as marcas usariam o Pinterest?

Já tivemos 2 manifestações até agora. A primeira foi a Peugeot, que descobriu uma maneira bem criativa de “diagramar” seu mural. Mas nada de OHHHH até aí.

pinterest peugeot

Mural da Peugeot no Pinterest

Eis que esta marca desconhecida para nós, brasileiros, a Kotex (absorventes íntimos), estreia as possibilidades promocionais do Pinterest. A Kotex selecionou o perfil de 50 mulheres e mandou presentes personalizados de acordo com o interesse de cada uma delas. O esforço é grande para uma ação envolvendo apenas 50 pessoas. Mas…

Mas caiu na rede, é peixe viral. As 50 clientes surpresas e satisfeitas postaram seus presentes não só no Pinterest, mas também no Twitter, no Facebook, e em todos seus perfis online espalhados por aí. No total, foram 694.853 impressões. Veja você mesmo e se impressione.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: