Arquivos do Blog

Fim do mundo, Natal e divulgações

Aproveitando que falamos aqui tanto sobre “2012“, quanto sobre “Os Fantasmas de Scrooge“, resolvemos comentar um pouquinho as ações que foram feitas para divulgar esses dois filmes.

Comecemos pelo segundo.

A Disney lançou um trem temático, que viajou por 40 cidades nos EUA divulgando o filme. Dentro do trem, as pessoas podiam ver um exemplo de captura de movimento (técnica usada para fazer o longa), fotos de todos os personagens, modelos e conceitos de arte, e – o mais legal! – os visitantes tinha a oportunidade de terem suas fotos transformadas em um dos quatro personagens do filme. Além de contar também com artefatos da vida de Charles Dickens (escritor do clássico livro que originou o filme).

Jim Carrey e o Trem da Disney

Jim Carrey e o Trem da Disney

Mas isso começou lá por maio desse ano, e até chegar a NY o trem já havia sido visitado por aproximadamente 1 milhão de pessoas. Por agora, na época de lançamento do filme – e enquanto ele ainda está em exibição – focaram-se em divulgações um pouco mais convencionais, como a propaganda no metrô de NY. Um trem completamente “natalino” e as estações cheias de propaganda.

Metrô

New York...

Metrô 2

New York.

Isso nos leva à promoção de 2012 feita aqui no Brasil. Mas antes, falemos das ações anteriores. No início do ano, a Sony laçou uma campanha viral de apoio a 2012, com um site do IHC – Institute for Human Continuity (Instituto para a Continuidade Humana). Entrando no site é difícil saber o que é filme e o que não é… e isso é muito divertido!

Lá, no IHC seria feito um tipo de sorteio, uma loteria para ver quem teria a sorte de perpetuar a espécie humana. Isso poderia ter dado pano pra manga pros mais desconfiados, haha. Além disso, tem também o site do livro fictício do personagem de John Cusak – Farewell Atlantis (dá até pra ler o 1º capítulo) -, e um vídeo com o personagem conspiratório do filme – Charlie Frost, que, inclusive, tem twitter e seu próprio site do apocalipse!

Essas ações foram muito interessantes, e, ainda melhor, combinam exatamente com o clima do filme. Principalmente o vídeo do Charlie, hahaha. Mas não ficou só nisso… o Brasil também participou. Aproveitando o destaque do Cristo Redentor “despencando” no longa, por que não fazer alguma ação no Rio de Janeiro?!

E foi isso mesmo que fizeram. Adesivaram um túnel de metrô como se ele estivesse inundando, e ficou bem legal, apesar de simples. Como chegaram a uma ideia assim? Bom, alguém queria fazer uma réplica do Cristo quebrando, logo, foi ignorado. Decidiram então inundar um túnel de metrô… ignorado². Mas isso os levou a “fingir” que o túnel havia sido inundado sem molhar ninguém!

Tô brincando, é claro ;P… mas muitas vezes essas ideias surgem assim mesmo… de uma coisa totalmente inviável até algo legal, que chame a atenção e que seja possível de ser feito. Confesso que as ações promovendo 2012 são mais legais que o filme em si, haha, mas couberam no conceito apocalíptico do filme.

2012, túnel

2012, túnel

Bom, só nos resta mesmo lamentar que não haja tanta divulgação nesse estilo aqui no Brasil. Acredito que o retorno vale a pena… e ainda tem todos os blogs descolados sérios que falam sobre isso, aumentando o buzz. Quem sabe um dia.

 

*Fotos do evento de lançamento do Trem da Disney aqui.

**Mais fotos do túnel “inundado” no RJ aqui.

 

Publicado por: Lê Scalia

Aquela história da realidade de Avatar…

Certo. Lá vou eu de novo falar sobre Avatar e a “realidade” dos personagens do filme.

Bem, eu assisti ao trailer de Avatar, em um cinema 3D. Não estava muito entusiasmada, já que as críticas a respeito baixaram a bola da James Cameron e sua pretensão em revolucionar o Cinema.

E aqui vai a minha impressão (e as das pessoas que estavam comigo no cinema, pois eu “entrevistei” todo mundo hahaha): realmente, aquelas pessoas azuis não parecem reais. Talvez se elas fossem menos… azuis. O fato é que, quase seguido ao trailer de Avatar, passou o trailer de A Christmas Carol, uma animação da Disney, que será lançada ainda este ano nos Estados Unidos e também no Brasil.

A Christmas Carol foi produzido através do processo de captura de movimentos, a mesma técnica usada em O Expresso Polar e Beowulf. Pelo nome e pela referência de Beowulf, é também a mesma técnica usada em O Senhor dos Aneis, ou seja, a mesma de Avatar.

Mas o trailer da Disney impressiona muito mais que o de James Cameron. O personagem Ebenezer Scrooge, interpretado/dublado por Jim Carrey, é muito mais real do que os humanóides azuis de Cameron, e não tem a pretensão de ser a experiência cinematográfica mais real da história do Cinema. É só uma animação. Confiram o trailer.

Jim Carrey é Scrooge

Jim Carrey é Ebenezer Scrooge

E hoje, o @huckluciano me lembrou de uma propaganda da Evian. Nela, uns bebês rappers dançam pelas ruas e  fazem altas manobras em seus patins. E eles seriam muito reais, se não fossem bebês rappers. No making of abaixo, podemos ver como o filme foi feito. Muito interessante. Deve ser porque os bebês não são azuis…

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: