Arquivos do Blog

PokerStars usa imagem de atletas famosos para atrair novos jogadores

A PokerStars, maior site de poker do mundo, tem entre seus jogadores alguns muito famosos. Um exemplo é o TEAM SportsStars, uma equipe formada por estrelas dos esportes, como o ex-jogador de futebol Ronaldo Fenômeno e o tenista espanhol Rafael Nadal.  Frequentemente o site aposta na imagem deles ao criar seus vídeos promocionais e comerciais. A ideia é boa e simples: usar seus jogadores mais famosos para atrair novos.

Um dos vídeos mostra Ronaldo e Nadal se enfrentando em uma partida de poker online. Um detalhe é que o Fenômeno joga em seu notebook e o tenista no tablet, mostrando que o jogo está disponível para diversas plataformas. O vídeo é resultado de uma parceria entre as produtoras Nation Filmes do Brasil e a Partizan do Reino Unido.

 

Outra versão do mesmo vídeo foi veiculada na Itália, onde Ronaldo aparece enfrentando um homem comum. Assim, a empresa busca atrair mais jogadores passando a ideia de que, apesar de ser várias vezes campeão mundial e melhor jogador do mundo, Ronaldo não é imbatível e pode ser vencido por qualquer um que jogue poker no site.

 

A empresa também usa a imagem de Ronaldo e Nadal em outros teasers, ambos fazendo alusão ao esporte que os tornou mundialmente conhecidos.

No seu primeiro comercial para a empresa, Ronaldo brinca com uma ficha de poker como se fosse uma bola de futebol:


O comercial teve uma estreia de gala, sendo veiculado pela primeira vez no intervalo do jogo entre Brasil e Inglaterra no Maracanã.

Já Nadal escolhe as cartas que usará para montar sua mão com uma raquete e bolas de tênis:

 

Ao usar a imagem de dois atletas, a empresa consegue acertar em cheio um público alvo formado por homens não tão jovens – ou seja, com dinheiro para gastar. Além disso, reforça a ideia de que o poker é sim um esporte e não apenas um jogo de cartas ou jogo de azar.

 

Texto de: Eduardo Yamamoto

 

Novo comercial de Oral-B Complete, Rodrigo Faro e o jingle da periguete que gruda que nem chiclete.

Na semana passada, a Oral-B estreou uma nova campanha para seu enxaguante bucal Oral-B Complete. O filme tem a participação de Rodrigo Faro e um jingle extramamente grudento. Você vai entender. Mas não tem problema, a música e o comercial são tão simpáticos que é até divertido cantarolar a musiquinha da periguete. Ah, e olha que legal: o ator aparece de cabeça para baixo no vídeo. Para entender, assista até o fim ou veja o making of aqui.

rodrigo-faro-oral-b-complete

O Halloween na publicidade americana

Hoje é dia das bruxas. Dia que muitas crianças enchem o pandulho de doce ou as casas de papel higiênico. Confira cinco bons comerciais americanos – antigos ou não – que utilizam o Halloween como tema de sua publicidade:

1. Budweiser
Leia o resto deste post

Bradesco Seguros estreia novo filme com Byafra

Você já deve ter se esbarrado por aí com um vídeo de um cantor que é “atropelado” por um paraquedista. Se você pensou: “cantor? que cantor?”, a gente explica.

Lá atrás, nos idos dos anos 80, quando as ombreiras deixavam homens e mulheres com formatos triangulares, e os cabelos pareciam arames penteados, Biafra (ainda com “i” depois do “B”) fazia sucesso.

Fato é que ele já cantou em alguns clássicos da nossa teledramaturgia, como “Mulheres de Areia” e“Barriga de Aluguel”. (Aliás, é a sua chance de ouvi-lo novamente, já que a novela da dupla Ruth-Raquel será transmitida pela 4ª vez, começando em setembro!).

Eis que, quase 30 anos depois, surge novamente Byafra. No caso, cantando o mesmo sucesso de 30 anos atrás. Numa bela sacada de criatividade e oportunidade, a Bradesco Seguros usa o cantor para dar continuidade ao jargão “Vai que…”. No comercial, a bela canção de Byafra acaba espantando um ladrão. Vai que seu carro não tem um Byafra, né?

Mas, agora que todo mundo conhece Byafra – cantor da década de 80 que ressurgiu para falar de seguros e criar uma paródia de si mesmo – a Bradesco Seguros veio com outro vídeo que vale conferir:

E o mais legal é que agora você pode baixar o ringtone do Byafra aqui e receber olhadelas sempre que seu celular tocar no ônibus.

Ah! Os bons tempos da geração anterior.

A Volkswagen se recusa a diminuir emissões de carbono. Greenpeace ataca.

É, gente… Boatos que a Volkswagen se recusou a diminuir suas emissões de gás carbônico, o que além de ser politicamente incorreto e pegar supermal para qualquer marca do mundo, não é uma postura desejável – tendo em vista a manutenção da vida no nosso querido planeta Terra.

Pois bem. A Volks foi mal criada e bateu o pé. E o Greenpeace, a mãe da preservação do meio ambiente, resolveu dar uma lição. Um tapa, ou uma surra, talvez. Porque olha só o que eles fizeram: pegaram aquele comercial fofinho do Mini Darth Vader, que foi o de maior destaque do Super Bowl deste ano – logo foi um dos vídeos mais assistidos (e nesse caso, comentados e adorados também) do mundo – e fez um novo vídeo.

Juntou outros personagens da ficção para fazer uma rebelião contra Darth Vader. E, no final, deixou uma mensagem categórica e sem espaço para segundas interpretações: “A VW está ameaçando o nosso planeta se opondo a reduzir a emissão de gás carbônico (CO2 ). Junte-se à rebelião.”

Pegou mal, hein, Volks!?

A pão-durice da Cadbury

Primeiro eu preciso falar uma coisa: esse chocolate é bom. De verdade. Se você ainda não comeu, coma. Vale a pena. É uma delícia. É maravilhoso. É macio, e quando você morde, dá pra sentir os pedacinhos quebrados escorrendo delicadamente na boca. Derrete. É suave, não enjoa. É um dos poucos chocolates que, de verdade, você não consegue parar de comer. Sabe aquela coisa ruim que dá quando você come doce demais? Tipo… uma sede, garganta seca e tal? Esse chocolate não faz isso. Só pelo cheiro dá pra saber que ele é tudo isso de bom. Sensacional.

Por isso tudo, eu digo: o slogan da marca é genial. A glass and a half full of joy. Nada mais exato que isso. Essa é, aliás, mágica dos slogans. Juntar um monte de informações em um frase, as vezes até uma palavra. Eu já comentei aqui, né? Por essas e muitas outras é que eu amo a minha profissão. Não tão geniais assim são os filmes da campanha. Tá certo. O normal, para vender chocolate, é falar todas aquelas coisas que eu falei no começo. Mas, como eles têm um slogan genial, poderiam ir para outros caminhos. E foram. É assim que tem que ser. Tanto, que esse vídeo aqui rendeu um Leão em Cannes.

Todo mundo falou que esse gorila foi excepcional. Todo mundo. Aí, a cadbury achou que podia tentar fazer de novo…

Resultado: nenhum. Nada de prêmios. O filme ficou de lado em Cannes e a marca foi tachada de “pão-dura”. Olha, por mim, susse. Eu não sou a maior fã do gorila, quem dirá das sobrancelhas. Mas, se eles resolveram ser “pão-duros” mesmo, ainda bem que não escolheram o prooduto: aquela maravilho chocolate cheirosodemaismacioequederretenaboca.

Publicado por: Gabi Mateos.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: