Arquivos do Blog

Turismo Criativo em Curitiba

Olha aí, gente. Você acha que precisa atravessar o mundo para conhecer coisas novas? Bobagem. E a Aster Turismo está aí para provar que é justamente pelo contrário. Aliás, não precisa nem chegar perto de aeroporto, muito menos de rodoviária. Tem um mundo novo inteiro para conhecer aqui, bem pertinho, na nossa Curitiba.

Dá só uma olhada:

No próximo sábado, dia 28.04, os curitibanos tem uma opção diferente de passeio para curtir o feriado do Dia do Trabalho. É o roteiro Curitiba: Você Está Aqui, que percorre pontos inusitados da cidade e inclui visitas a lugares históricos não muito conhecidos, pessoas e experiências diferentes. Um exemplo de ponto visitado é o túmulo da santa popular e milagreira Maria Bueno, no Cemitério Municipal da cidade.

Com o lema “Curitiba é mais do que os parques, os jardins e memoriais. É uma cidade cheia de tesouros, cujo mapa está no coração de cada Curitibano”, o roteiro se atém a detalhes que vão muito além do que os pontos turísticos tradicionais podem mostrar.

Image

Ele foi idealizado pela agência Aster Turismo de Experiência e criado a partir das sugestões de curitibanos sobre “qual era a Curitiba que conheciam”. O processo de co-criação foi realizado em fevereiro deste ano e, na primeira edição, o roteiro foi uma surpresa para os participantes – ninguém sabia quais pontos tinham sido escolhidos. O sucesso foi tão grande que o roteiro se tornou uma oferta regular da agência.

A próxima edição acontece no dia 28.04  e tem início previsto para as 13h30 e término às 18h00. O valor é R$80,00 e estão inclusos transporte, lanches e degustações, seguro, atrativos e o acompanhamento de guia facilitador. As inscrições podem ser feitas pelo site www.turismoaster.com.br!

Resumindo:

O que?  Roteiro Curitiba: Você Está Aqui

Quando? 28.04

Custo: R$80,00

Incluso: Transporte, Lanches e degustações, Seguro, Atrativos e Acompanhamento de guia facilitador

Inscrições: Pelo site www.turismoaster.com.br/roteiros/curitiba

Mais informações:  Pelo telefone 3079 7233 ou 3079 6233

Campanha do Curso Anual de Fotografia Omicron

A campanha para mais uma leva de turmas do Omicron Centro de Fotografia, que fica em Curitiba e está relacionado entre uma das estruturas mais completas do país, diz que fotografia se faz com o olho. Máquinas, conjuntos de lentes, fotômetro e aquela coisa toda que a galera usa é importante, sim. Mas sem saber para onde olhar, a magia simplesmente não acontece. Por isso, se você gosta de fotografia, o negócio é se inscrever no Curso Anual 2012 e aprender com os melhores professores a usar o melhor equipamento que existe: o seu olho.

curso-anual-de-fotografia-omicron-campanha-cartaz

No Facebook do Omicron também está rolando uma série de tirinhas no contexto da campanha. Olha só:

curso-anual-fotografia-olhar-genio-tirinha

Atlético Paranaense e o Marketing da Vergonha Alheia

Eu realmente não tenho muito o que dizer a respeito dessa ação do Atlético. A não ser que:

- Se todas essas pessoas foram contratadas pra fazer essa dancinha (claramente, elas foram contratadas), porque não está todo mundo com a mesma roupa? Ou pelo menos com as cores do time, né?!?!

- Se esse é um retrato da torcida do Atlético, acho bem válido o apelido que os torcedores do Coritiba dão a eles: poodles.

- O Atlético tem cheerleaders agora?

- Dançar Black Eyed Peas em pleno Centro de Curitiba??? #porraatlético

É isso, não tenho mais nada a dizer. E você?

Oficina de Photoshop em Curitiba

Você que está aí de bobeira, trancado em casa o dia inteiro e dizendo para os amigos no msn que está curtindo as férias adoidado, TOME VERGONHA NA CARA. E faça alguma coisa útil, já que você está cheio de tempo. Util que eu digo é essa Oficina de Photoshop, ministrada pelo nosso querido amigo Guilherme Gomes Glir, vulgo Gui Vermelho. Ele é estudante de publicidade e sabe como APROVEITAR O TEMPO LIVRE. Tome esta como a primeira lição. Outra que essa oficina é para ajudar ele a arrecadar fundos para uma viagem de SEIS meses que ele vai fazer pela América do Sul.

Photoshop não é a sua praia? Então faça a oficina para ajudar a viagem de um amigo.

Ele não é seu amigo? Eu garanto que depois de dez minutos de aula, ele será.

E, também, chega de fazer cartazes como esses:

oficina-de-photoshop-em-curitiba

En Passant: Capítulo 2

Previously on En Passant:

Estamos falando de um detetive que tem o ego maior que o Brasil. Ele está envolvido em um mistério que começou como um mistério, mas se tornou uma questão de vingança. O ‘inimigo’ esteve por cima por um tempo durante o desenrolar das investigações e depois de um revertério, a sorte do nosso herói (?) parece ter mudado. Mas de onde vem esse mistério todo? Quem ousa desafiar o instinto e a marra do nosso detetive? Por essas, e muitas outras respostas, você não perde por esperar…

—–

En Passant: Capítulo 2

 xadrex

Duas semanas antes.

A fase era boa. Então era só uma questão de tempo para que as coisas simplesmente aparecessem para mim enquanto eu estivesse por aí, en passant. Era só se mover para o lado certo, na direção mais contrária possível da rotina.

Aconteceu que meus pés encontraram um tropeço no meio do caminho. Peça indesejada. Xinguei alto, como de costume, em solidariedade a eles, e enquanto eu os poupava das calçadas de Curitiba, não pude deixar de notar aquela porta a minha frente.

Eu morava ali perto, tinha para onde ir. Mas alguma coisa fez com que eu entrasse a apertasse a campainha daquele hotel. Parecia um negócio de família abandonado. Aquelas heranças que ninguém queria, mas sobrou para algum desgostoso. O sinal da campainha foi atendido, contrariando as minhas expectativas. Achei prudente pedir um quarto. Imprudente foi a cara de surpresa daquele… Recepcionista, por falta de nome melhor, ao olhar alguns papéis amassados e me dizer um homem de sorte jogando no balcão a chave do único quarto vazio. Realmente, quanta sorte.

Imaginei que não poderia sob hipótese alguma ser caro passar a noite em um pulgueiro daqueles. Mas, tudo o que aquele cara disse foi que se eu passasse a noite bem, poderíamos falar de preço. Não era à toa que o lugar estava naquele estado. Enfim.

Peguei a chave e subi alguns lances de escadas. Me achei ousado por alguns minutos, e me convenci de que se ali não houvesse trabalho, pelo menos eu teria uma boa história para contar. Mais provável que teria os dois. Uma recompensa justa.

A cama era para ser de casal, mas com alguém do meu tamanho faltava um pouco para ser de solteiro. Um criado mudo de cada lado. Um abajur de cada lado, mas só um ligava a luz para o quarto inteiro, que terminava a um metro do pé da cama, quase onde começava o guardarroupas mais razo que eu já tinha visto em toda minha vida. Dentro dele, uns cabines, um cobertor chechelento e um cofre antigão. Tentei abrir mas estava trancado. Seria rude em qualquer outro hotel do mundo. Naquele, esperado.

O melhor era a janela, excelente vista para as melhores construções da cidade. Dentre elas, o meu prédio e a melhor janela do meu apartamento. Conseguia ver a bagunça da minha mesa de trabalho, a minha TV, tudo exatamente onde eu tinha deixado. Curioso. Foi como ver a minha vida sem mim.

Mais curioso ainda foram as fotos que eu encontrei no criado mudo. Tiradas daquela janela. Naquele ângulo da minha rotina. Um desocupado? Um curioso? Um desocupado curioso? Um fã, talvez.

Muito provavelmente não. Definitivamente, não.

Hesitei por um instante, mas achei melhor sair fora. Levei todas as evidências comigo, claro. Devolvi a chave na recepção com a mesma cortesia com que ela me foi entregue. Precisava pensar, olhar todas aquelas fotos com calma, na minha casa. Naquela mesa. Alguém começou aquele partida com alguma vantagem. Estava na hora de eu mover as minhas peças. Mas, antes, eu precisava providenciar uma cortina.

continua

Folhetim de Biscoitos é muito mais gostoso!

Quem será que está tomando conta da vida do nosso detetive? O que ele está procurando? E será que ele vai encontrar? Isso e sabe-se lá o que mais, você vê no próximo capítulo de En Passant.

Um carro e um sonho: lançamento do MINI Countryman em Curitiba

Graças a vocês, nossos queridos leitores e tuíteiros, o Biscoitos Sortidos pôde estar presente no lançamento do Countryman, novo modelo da MINI, em Curitiba! Eu e @gabimateos fomos até o Santa Quitéria, onde fica a loja da MINI na cidade, e vimos de perto o carro. É pra resumir? Então: SENSACIONAL!

 

Divulgação

Com lançamento oficial na cidade previsto para o Salão do Automóvel de Curitiba, a partir do próximo dia 20, o MINI passou a ser entregue no Brasil ainda nesse mês de novembro… segundo informações da revista Quatro Rodas, você leva o carro por uma bagatela de aproximadamente R$110 mil (não tinha nenhuma informação visível sobre isso por lá, mas eu acredito que por ora ele seja mais caro). Nada mal.

Quanto ao carro, assim como o Cooper (o outro modelo da MINI disponível no Brasil), ele é demais. Maior, porém, o Countryman lembra um SUV da marca. Bem mais espaçoso que o Cooper (4,1m x 3,7m de comprimento, com basicamente o dobro da capacidade do porta-mala, por exemplo), ele impõe muito mais respeito. Dependendo do modelo, o Countryman chega a até 184 cv, também nada mal para um carro desse tamanho. Outra coisa que chama atenção é o interior… o painel é simplesmente sensacional.

Quanto à festa do lançamento, a @gabimateos tinha outro compromisso e não ficamos muito tempo (razão pela qual não apuramos informações mais específicas e nem pudemos tirar uma foto do lado do carro – HAHAHAHA) – o que deu pra perceber é que o @BSortidos esteve no centro da high-society curitibana!

Confira as fotos que a gente tirou:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Só pra ilustrar: no lançamento mundial, a MINI fez uma série de filmes sobre o Countryman (vi isso lá no Brainstorm9). Achei legal!

Links relacionados:

Revista Quatro Rodas – MINI Countryman chega ao país por R$110.000

MINI – MINI Countryman Gallery

Posts Relacionados:

Chance da vida

Ele é “isso e aquilo”, mas eu gosto dele.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: