Arquivos do Blog

Steve Jobs Não Morreu

Ok, ele morreu. Mas se você está usando utilizando um desktop com interface gráfica amigável, com fontes belas, ícones bem arranjados, um mouse para te ajudar na navegação, ou se navega com seus dedos por uma tela multitouch em um dispositivo fino e leve, Steve Jobs vive.

Nos últimos 30 anos, creio que Jobs participou de maneira direta ou indireta em praticamente todas as principais inovações tecnológicas da informática e internet. Ah, por sinal, a internet como conhecemos hoje foi concebida por Tim Berners-lee em um computador feito pela NeXT, a empresa criada por Jobs depois de ser demitido da Apple nos anos 80.

Jobs foi um cara que realmente compreendeu como funcionavam as dinâmicas da mente humana, inovando com produtos belos e fáceis de se usar, criando seguidores e amantes da sua marca. Produtos lançados por ele na Apple não eram meros caça-níqueis com um upgrade de memória; eram inovações que você necessitava e nem sabia.

Além disso, mudou o cinema com a Pixar. O que seríamos de nós hoje sem Toy Story e cia? Ele comprou a divisão de efeitos visuais da Lucas Arts por 10 milhões de dólares. Vendeu recentemente como a empresa de animação mais bem sucedida do mundo por mais de 7 bilhões. E mudou a infância de muita gente.

Mudou a música. Depois do iPod e do iTunes, você que não mora no Brasil poderia comprar só as músicas que você quer, por US$ 0,99. Ele fez a revolução no Napster render dinheiro. Pena que no Brasil, 10 anos depois, a iTunes Store ainda seja um sonho.

E eu deixo aqui um grande discurso desse gênio incrivelmente carismático (embora fosse difícil de trabalhar, dizem por aí).

Dá para escrever muita coisa sobre esse cara, mas eu queria deixar o espaço dos comentários para você escrever o que as invenções desse visionário mudaram na sua vida.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: