Arquivos do Blog

Poker, esporte da mente

Quando se fala em poker, no Brasil, tradicionalmente o que se pensa é a modalidade “five-card-draw”, o poker fechado, que o jogador recebe cinco cartas e blablabla. Aquele mesmo que supostamente leva as pessoas à ruína e as fazem apostar a casa, a esposa e os filhos. Nunca ouvi falar de nada parecido, mas a lenda é essa.

Porém, nos últimos anos, essa impressão está mudando. Drasticamente, eu diria. Fundada em janeiro de 2009, a Confederação Brasileira de Texas Hold’em (a modalidade mais praticada atualmente, no país e no mundo) vem realizando um trabalho concreto na profissionalização do esporte no país. E é exatamente essa denominação que o poker recebe: esporte. Em abril de 2010 a IMSA (International Mind Sports Association) reconheceu o poker como “esporte da mente”, mesmo estatuto do xadrez, por exemplo. Dessa forma, ele será disputado nas Olímpiadas de esportes da mente, realizadas na mesma cidade sede da Olímpiada tradicional e tudo mais.

A grande questão envolve a legalidade do poker no país. Como todo mundo sabe, jogos de azar são proibidos constitucionalmente no Brasil. Você não vê cassinos ao lado dos shoppings em Curitiba. A resposta é que, comprovado por estudos e laudos técnico-jurídicos, o poker não é um “jogo de azar”.

A Revista Flop desse bimestre traz em sua reportagem de capa um detalhado relato sobre o avanço e análise do jogo de poker no Brasil. Com base em inúmeros estudos nacionais e internacionais, acompanhados da opinião de juristas do país – como o ex-ministro da Justiça, Miguel Reale Junior, torna-se evidente que o poker, em todas as suas modalidades, é um esporte que tem como habilidade seu principal fator de sucesso. A habilidade no poker se estende por leitura dos oponentes, cálculos matemáticos, capacidade de blefar e realizar decisões corretas sob pressão, entre outros aspectos sublinhados na reportagem.

A Revista Flop disponibiliza toda a edição na Internet: clique aqui para acessá-la.

O Full Tilt Team reúne muitos dos melhores jogadores de poker do mundo. Ah, eu também jogo por lá hehe.

Sou um grande fã do esporte e torço para que o preconceito em relação a ele no país seja dissolvido pela informação e pelo reconhecimento. “Eu vou All in“.

Links relacionados:

Full Tilt Poker.net (acesse, inscreva-se e jogue – você vai gostar)

CardPlayerBrasil

SuperPoker

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.403 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: